a Anis é uma organização feminista,
não-governamental e sem fins lucrativos

Fundada em 1999, Anis é a primeira organização não-governamental, sem fins lucrativos, voltada para a pesquisa, assessoramento e capacitação em bioética na América Latina. Com sede em Brasília, a Anis desenvolve suas atividades com uma equipe multidisciplinar de profissionais com larga experiência em pesquisa social, incidência política, litígio estratégico e projetos de comunicação sobre violações e defesa de direitos, em campos como direitos sexuais, direitos reprodutivos, deficiência, saúde mental, violências e sistemas penal e socioeducativo.

saiba mais

Projetos

Por nossas atividades de pesquisa social, buscamos nos aproximar de temas sensíveis e produzir dados confiáveis sobre violações de direitos humanos.
Confira!

Documentários

Por meio de documentários, chamamos atenção para violações de direitos humanos esquecidas, e damos nomes e rostos a demandas urgentes.
Assista!

Doe para a Anis

A Anis foi a primeira organização a realizar pesquisas na área de bioética com uma matriz de direitos humanos na América Latina. Nos orgulhamos de todos os projetos já desenvolvidos e temos muito ainda a fazer.
Contribua!

vozes da igualdade

Acompanhe e participe do falatório

falatório no Facebook
falatório no Youtube

Últimas notícias

O estupro de uma menina como autópsia do patriarcado

Caso da equatoriana Paola Guzmán Albarracín, que se suicidou [...]

A culpa nunca é da vítima: Debora Diniz comenta o caso da turista estuprada em Salvador

Debora Diniz fala sobre o caso da turista estuprada [...]

A mentira da “preservação sexual” da ministra Damares

Há correlação entre defesa da abstinência e o aumento [...]

Governo proíbe enfermeiros de inserirem DIU em pacientes

Medida atende a pressão da classe médica, que entende [...]

Resolução do Conselho Federal de Medicina que fere direitos de mulheres grávidas é questionada no STF por outras violações

PSOL e Anis - Instituto de Bioética protocolam ação [...]

Justiça derruba regra que permitia intervenção médica sem aval de grávida

Regra do Conselho Federal de Medicina liberava profissional para [...]

“O estuprador é você”, a catarse das meninas chilenas

Sem liderança centralizada, porém com pautas políticas evidentes, centenas [...]

Resolução 2.232/19 do CFM: Conselho não pode legislar sobre direitos dos pacientes

Revogação da resolução é urgente para a proteção dos [...]

veja mais