Desigualdade de renda no Brasil não caiu entre 2001 e 2015, aponta estudo

set 8, 2017 @ 13:16|artigo, imprensa, notícia|

por Fernanda Perrin e Natália Portinari Publicado originalmente na Folha de S. Paulo A desigualdade de renda no Brasil não caiu entre 2001 e 2015 e permanece em níveis "chocantes", de acordo com um estudo feito pelo World Wealth and Income Database, instituto de pesquisa codirigido pelo economista Thomas Piketty, conhecido por seus estudos sobre desigualdade com [...]

As reformas de Michel Temer não reconhecem o trabalho das mulheres

maio 3, 2017 @ 15:15|artigo, imprensa, notícia|

por Sinara Gumieri Publicado originalmente no Portal Justificando Segundo a Constituição Federal, a Previdência Social, junto com a assistência social e a saúde, é parte da seguridade social, que é um conjunto de políticas de promoção de cuidado às pessoas e suas famílias, inclusive e especialmente em situações em que viver com dignidade torna-se mais difícil [...]

Cirurgia trans: necessidade de saúde

jan 26, 2016 @ 13:14|arquivo, artigo|

por Debora Diniz   Bernardo Gonçalves tem 22 anos e é transexual. Ao nascer, foi sexado como mulher; hoje, se apresenta como um trans homem. Para sobreviver no próprio corpo, esconde-se: anda curvo, mas não porque sofre de dores na coluna; uma faixa aperta-lhe os bustos, aquele resto volumoso que deixa seu corpo indiscreto com [...]

O bebe indígena morto

jan 11, 2016 @ 13:38|arquivo, notícia|

por Debora Diniz   Um bebê indígena do povo Kaingang morreu assassinado perto do fim de 2015 —uma punhalada no pescoço enquanto a mãe o alimentava na rodoviária de uma praia em Santa Catarina. A família se movia de um canto a outro para vender bugigangas para turistas no verão. Do menino miúdo não vi [...]

Por uma sociedade sem manicômios

dez 22, 2015 @ 14:02|arquivo, notícia|

Texto publicado no portal Justificando   Houve um tempo em que acreditávamos nos manicômios como lugares bons para tratar os loucos. Você pode dar o nome que preferir — pode ser hospício, sanatório ou hospital de tratamento psiquiátrico. Só não vale clínica de repouso ou casa de saúde. Eu gosto de manicômio, uma palavra de [...]

A matança de mulheres negras

nov 17, 2015 @ 14:37|arquivo, notícia|

Texto publicado no portal Justificando   Os matadores são conhecidos, maridos ou namorados, atuais ou antigos. Elas são mulheres comuns, morrem pelos vínculos de afeto e conjugalidade. Ser mulher é correr perigo em endereço conhecido — mais da metade das mulheres morreu em casa, diz o Mapa da Violência em 2015. Os números são assustadores [...]

Orgulho de ser hétero: as fronteiras entre a fala livre e a odiosa

nov 10, 2015 @ 14:52|arquivo, notícia|

Texto publicado no portal Justificando   Eles são inseguros, mas têm orgulho de ser machos e muitos. Descrevem-se como representantes do movimento “orgulho hétero”, reclamam dia nacional de combate à heterofobia, apresentam panteão próprio de heróis e representantes políticos. Desconheço mulheres participantes do “orgulho hétero”, talvez porque a veadagem incomode mais aos homens machos que [...]

Tragédias nas mídias sociais

nov 4, 2015 @ 17:24|Vozes|

Um rompimento de barragem que fez uma vila inteira desaparecer sob lama. Um atentado terrorista cometido em vários locais de uma grande cidade. As notícias de Bento Rodrigues e de Paris – que poderiam ser ainda de Beirute ou de Mali – são de tragédias, e encheram redes sociais de mensagens de tristeza e espanto, hashtags de solidariedade e também comparações – por qual tragédia se chorou mais? Luto não se hierarquiza, mas não é esse o ponto da questão.

Patroas e babás

ago 20, 2015 @ 16:33|Vozes|

Uma apresentadora de tevê branca e loira compartilha uma foto de suas babás negras. A apresentadora elogia as roupas das moças — “descoladas” foi sua palavra. De quebra, elogia a si mesma na estética e nas regras da casa, pois, como patroa, não exige que as moças usem uniforme branco. O que há de errado com uma foto bem-intencionada, tão parecida com outras formas de vida em espetáculo nas redes sociais? Com a foto em si, talvez nada. As moças sorriem, parecem concordar com o clique. É do lado de cá, de quem admira a foto, que a complicação começa. Imagens não são interpretadas no vazio — atraem outras imagens que direcionam o olhar. E o que a foto atrai? Nosso recente passado de sinhás cordiais com escravas negras, nosso presente de hierarquia racial, em que muitas são as babás negras e poucas as modelos negras. A foto feliz nos perturba ao lembrar a desigualdade racista que não temos direito de esquecer, e que nossas boas intenções, sozinhas, não fazem sumir.

Bandidos e STF

ago 17, 2015 @ 16:36|Vozes|

Os três réus furtaram chinelos, sabonetes e bombons, respectivamente. Alguém fez o cálculo do prejuízo total, 94 reais. No Supremo Tribunal Federal, ministros se reuniram, debateram e decidiram que não havia perdão — nos termos da lei, discutiu-se a aplicação do “princípio da insignificância”.