Covardia é marca registrada da agenda misógina da bancada fundamentalista cristã

fev 15, 2017 @ 18:48|artigo, imprensa, notícia|

por Sinara Gumieri publicado originalmente no Portal Justificando Covardia é marca registrada da agenda misógina da bancada fundamentalista cristã do Congresso Nacional. Sabemos o que querem: retroceder em direitos das mulheres, impedir acesso a serviços de saúde sexual e reprodutiva de qualidade, dificultar ainda mais suas decisões de se, quando e como ter filhos. Sua tática [...]

Eduardo Cunha e aborto legal

nov 19, 2015 @ 17:14|Vozes|

Mentiras têm sido temas recorrentes em notícias sobre Eduardo Cunha, atual presidente da Câmara dos Deputados. Há aquelas que ele teria dito sobre contas bancárias que possuiria em paraísos fiscais, e que estão sob investigação pela Procuradoria-Geral da República. E há aquelas atribuídas por ele a mulheres que buscam serviços de saúde após sofrer violência sexual. O deputado é autor do PL 5.069/13, recentemente aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, que tem por objetivo aumentar a criminalização do aborto e restringir o atendimento a vítimas de violência sexual.

Estatuto da família

set 17, 2015 @ 16:48|Vozes|

Tramita na Câmara dos Deputados o projeto de lei que pretende criar o Estatuto da Família. A justificativa dos parlamentares que o defendem parece nobre: eles alegam ser dever do Estado criar políticas públicas para garantir saúde, educação, cultura, trabalho e lazer às famílias. Até aqui, estamos de acordo. O problema é que eles querem também que o Estado decida quem é e quem não é família.

Financiamento de campanha

set 3, 2015 @ 16:55|Vozes|

O que move a atuação de nossos políticos? Se coerência político-partidária ou compromisso com causas é motivação de poucos, proteger os interesses dos patrocinadores das campanhas eleitorais parece ser prioridade de muitos. Já conhecemos a história: empresas doam muito dinheiro para apoiar a eleição de candidatos ao Congresso Nacional, à Presidência, a governos estaduais.

Bernardino

jul 13, 2015 @ 16:23|Vozes|

Em um minidocumentário recente, a Agência Senado contou a história do menino Bernardino, que engraxava sapatos no Rio de Janeiro nos anos 1920. Em 1926, Bernardino jogou tinta na calça de um cliente que se recusou a pagar pelas botinas engraxadas. Por causa da ousadia, o menino de 12 anos, negro e pobre, foi mandado para a cadeia por um mês. Lá, foi violentado e espancado por vinte homens.

Perfume gay

jun 13, 2015 @ 20:49|Vozes|

Todo mundo na frente da tevê. No intervalo da novela, uma propaganda de perfume para o Dia dos Namorados. Casais trocam presentes, olhares ternos e abraços apertados, cheios de amor e carinho. Dois desses casais são do mesmo sexo. E foi assim que o mundo da família tradicional brasileira caiu.

Beijo lésbico na Globo

abr 17, 2015 @ 20:16|Vozes|

Duas senhorinhas bacanas se beijam no horário nobre, invadindo milhares de lares brasileiros. A bancada evangélica pára o pouco que faz para divulgar uma nota de repúdio e conclamar as "famílias naturais" a boicotar a novela, por "estuprar a moral". Homofobia e preconceito contra idosos são apenas dois ingredientes de um caldo que está para derramar. Na panela, também estão a intolerância, o ódio e a certeza de que o amor é para poucos.

Cura gay

abr 5, 2015 @ 20:26|Vozes|

Não existe isso de cura gay. Há pouco, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, juntou-se ao coro: acabem com esse charlatanismo de terapias de conversão sexual — um nome difícil, talvez para esconder o que é falsidade. Não há tratamento ou cura para o que não é doença, mas o Congresso Nacional no Brasil insiste em falar em “ex-gays” e busca ouvir testemunhos de conversão em audiência pública.

Aborto, mulheres e vacas

mar 15, 2015 @ 20:06|Vozes|

Vacas podem ou não tossir, bois podem ou não espirrar e mulheres não podem abortar, mas abortam.

Redução da maioridade penal

mar 7, 2015 @ 20:10|Vozes|

Bandido bom é bandido morto. Se for criança ou adolescente, melhor ainda, sugere a bancada da bala no Congresso Nacional. Com o debate sobre a redução da maioridade penal, os ânimos inflaram e adolescentes estão na mira de um destino mais trágico do que suas próprias vidas marcadas pela desigualdade: em vez de direitos, conhecerão o presídio como punição. Sem proteção e sem políticas sociais que os assistam, crianças e adolescentes infratores poderão terminar suas vidas muito antes de começar.