[vc_row][vc_column width=”1/3″][/vc_column][vc_column width=”2/3″][vcex_navbar menu=”6″ font_weight=””][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]Não existe isso de cura gay. Há pouco, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, juntou-se ao coro: acabem com esse charlatanismo de terapias de conversão sexual — um nome difícil, talvez para esconder o que é falsidade. Não há tratamento ou cura para o que não é doença, mas o Congresso Nacional no Brasil insiste em falar em “ex-gays” e busca ouvir testemunhos de conversão em audiência pública. Como curar o que não é doença? Só se for anunciando mentiras. Psicólogos podem ser crentes, pastores podem ser deputados, mas a ciência precisa ser livre de mentiras.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vcex_social_links social_links=”%5B%7B%22site%22%3A%22youtube%22%2C%22link%22%3A%22https%3A%2F%2Fwww.youtube.com%2Fchannel%2FUCLEnSx2zVwo3KPpCU5h64_w%22%7D%2C%7B%22site%22%3A%22facebook%22%2C%22link%22%3A%22https%3A%2F%2Fpt-br.facebook.com%2FAnisBioetica%22%7D%2C%7B%22site%22%3A%22twitter%22%2C%22link%22%3A%22https%3A%2F%2Ftwitter.com%2Fanis_bioetica%3Flang%3Dpt%22%7D%5D” style=”minimal-rounded” align=”right” size=”20″ width=”30″ height=”30″][/vc_column][/vc_row]